Você tem uma artrose leve, moderada, ou alguma condropatia no joelho, e está ponderando fazer viscossuplementação para ver se apresenta melhora dos sintomas, mas deseja saber quais são os riscos desse procedimento?

Hoje vamos esclarecer quais são os riscos.

Felizmente, esse é um procedimento bastante seguro.

A pior complicação que pode existir é a infecção, que é bastante rara. Estima-se que a incidência de infecção associada a infiltração articular seja cerca de 1 para cada 15 mil procedimentos, ou seja, menos de 0,1%.Na suspeita de infecção é necessário tratamento cirúrgico para limpeza da articulação e internação para uso de antibiótico endovenoso.

Uma outra complicação mais comum, porém menos grave, é a reação alérgica ao ácido hialurônico, componente principal da viscossuplementação. Estima-se que tal reação pode ocorrer em cerca de 8 a 10% dos pacientes e a apresentação clínica pode variar de um quadro com dor um pouco aumentada, que dura alguns dias e melhora com uso de anti-inflamatório, a um quadro de inflamação bastante exuberante, que pode até mesmo se confundir com um quadro de infecção, e, por vezes, acaba sendo tratada como tal. Essa apresentação mais grave da reação alérgica também não é tão comum.

Alguma dúvida sobre viscossuplementação?