Alguns pacientes com osteoartrite de joelho eventualmente podem precisar de uma prótese de joelho. Mas qual o melhor momento para passar por esse procedimento?


Essa sempre é uma decisão delicada, principalmente para o paciente. A indicação para realização da artroplastia depende de indicações por parte do médico e do paciente. Sim, essa escolha é conjunta, por isso depende da sintonia médico-paciente e de o paciente estar bem orientado em relação aos detalhes da cirurgia.

Por parte do médico, consideram-se achados clínicos e radiológicos. Alterações do Raio-X que indiquem osteoartrite avançada de joelho, como osteófitos e diminuição importante do espaço articular, sugerem para o médico que a cartilagem do joelho já está muito gasta. Além disso, a avaliação clínica do paciente pode mostrar flexo de joelho e desvios do eixo do membro inferior, entre outros achados que também sugerem doença avançada com possível indicação de artroplastia do joelho.


Já o paciente deve considerar quando o tratamento conservador já não atende suas expectativas e quais atividades o paciente gostaria de fazer e não consegue devido a osteoartrite do joelho.

O balanço entre o nível de atividade desejado pelo paciente e o que a prótese de joelho pode permitir é provavelmente o principal fator para indicar a artroplastia de joelho. Se a limitação do paciente é correr uma maratona, colocar uma prótese no joelho não vai resolvê-la. Agora, se a limitação do paciente é passear no shopping, ir à feira, ao supermercado, pagar contas no banco, caminhar na praia, ou levar os netos para brincar no parque, a prótese de joelho pode permitir que o paciente desempenhe as atividades que deseja e fique satisfeito.


Deseja saber um pouco mais sobre a prótese de joelho e tratamento da osteoartrite de joelho? Agende sua consulta e vamos conversar.